Home / Natação / Temperatura para piscina para bebês

Temperatura para piscina para bebês

A importância da temperatura para piscina para bebês

A natação para os babys tem o propósito de ser uma atividade relaxante e divertida. Assim, a temperatuda para piscina para bebês deve ter uma atenção especial, já que a sensação térmica deles é diferente dos adultos e crianças.

Lembrem-se: se a água da piscina estiver fria para você, com certeza estará mais fria para o bebê.

A temperatura da piscina não pode oscilar entre muito alta e muito baixa, já que pode oferecer perigo para o bebê. Atenções especiais antes de iniciar as aulas de natação são de extrema importância para que o bebê possa nadar de forma segura.

Teste a água da piscina

Uma dica essencial é verificar a temperatura da piscina por conta própria, a fim de sentir se a água está adequada para o bebê. Tal dica evita que o único parâmetro da temperatura seja o termômetro da piscina, já que pode estar quebrado ou com medidas imprecisas.

De um modo geral, os bebês gostam de temperaturas mais altas. Assim, temperaturas para piscina para bebês devem apresentar uma variação entre 27°C e 30°C. Nesse espaço, os bebês optam pela temperatura mais aproximada dos 30 graus Celsius.

Isso não significa que temperaturas mais baixas para piscinas não possam ser recomendadas para os bebês. Em dias mais quentes, por exemplo, é recomendável que a temperatura da piscina seja mais baixa, a fim de que o bebê se sinta confortável e relaxado ao nadar.

Dicas para manter o calor do bebê 

Alguns equipamentos são oferecidos no mercado com a função de agregar calor para o bebê, tais como bonés de látex ou silicone e roupas de mergulho. Esses equipamentos ajudam o bebê a se manter aquecido dentro da piscina. No entanto, tais utensílios não subsituem a importância de manter a temperatura da água da piscina aquecida. Outra dica é manter, nos dias frios, os ombros do bebê logo abaixo da superfície da água, como forma de deixá-lo mais aquecido.

Sinais de que o bebê está desconfortável

Primeiramente, vale lembrar que os bebês, comparados com crianças mais velhas, apresentam mais pele e pouca gordura corporal. Desse modo, o corpo do bebê tende a sofrer uma queda de temperatura mais rápida.

Assim, todo cuidado é pouco ao assegurar que a temperatura para piscina para bebês seja adequada para seu corpo, afim de que ele possa nadar de forma segura e confortável.

Alguns sinais podem demonstrar que o bebê está aflito durante a natação, tais como:

  • Tremor;
  • Cãibras musculares;

Diante desses sintomas, o bebê deve ser imediatamente retirado da piscina. Isso porque seu corpo sofre queda de temperatura de forma mais repentina na água, podendo causar hipotermia.

Outra recomendação é que, após a retirada do bebê da piscina, ele seja aquecido rapidamente, a fim de evitar correntes de ar, já que o bebê tende a experimentar o vento de forma mais fria quando em contato com sua pele.

Cuidados com a água morna

Ainda que a piscina com água morna possa deixar o bebê confortável ao nadar, é preciso ficar atento com excessos na temperatura para piscina para bebês.

Fique atento aos seguintes sintomas causados pelo excesso de temperatura da piscina:

Outro perigo que a água morna oferece é favorecer a reprodução de bactérias ou doenças nos bebês. Por isso, exige-se muita atenção dos pais para detectar sintomas de doenças ou mesmo observar o desconforto do bebê quando imerso na água morna.

Com essas orientações sobre a temperatura para piscina para bebês sendo seguidas à risca, eles poderão nadar de forma segura, tranquila e relaxante. Acesse Pratique Fitness.

Sobre rafael

Veja Também

Natação para bebês – O que levar?

O que levar na natação para bebês é uma dúvida que os pais tem após …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *