Home / Academia / Como Melhorar A Artrite Na Academia? 

Como Melhorar A Artrite Na Academia? 

A artrite é uma doença que tem aparecido cada vez mais cedo nas pessoas, principalmente nas mãos. Seu tratamento é difícil, onde muitas coisas podem não tornar resultados, entretanto, é possível melhorar a artrite na academia.

Talvez nem os remédios mais convencionais sejam capazes de proporcionar os efeitos que a academia pode trazer. Além de ser algo totalmente natural, as atividades físicas fazem bem à saúde física e mental.

Ou seja, se você resolver tratar a sua artrite focando em exercícios de academia, não somente o problema será resolvido, mas, também, você estará investindo na sua própria qualidade de vida.

Como é possível melhorar a artrite na academia

Antes de saber como é possível melhorar a artrite na academia é importante entender do que se trata. A artrite é uma doença inflamatória que atinge as articulações, ou seja, as famosas “juntas”.

Sendo assim, ela atinge, principalmente, joelhos e dedos das mãos. Hoje, ficamos muito no celular e no computador, os movimentos curtos e repetitivos de digitação são grandes precursores da artrite.

Os sintomas da artrite são rigidez nas articulações (fica difícil de movimentar), dores, inchaço nas juntas, inflamação na região e até mesmo vermelhidão.

Apesar de parecer uma complicação simples, é algo muito incômodo que interfere negativamente na qualidade de vida. Será ruim andar, digitar e fazer tarefas simples como pegar um copo ou escrever.

Mas, afinal, como é possível melhorar a artrite na academia? Existem diversos exercícios na academia, mas dois deles se destacam quando o assunto é artrite ou qualquer incômodo das juntas: natação e hidroginástica.

Ambas as atividades são praticadas dentro da água. O nosso corpo se sente mais leve porque a água exerce uma força contrária à gravidade e é por isso que conseguimos boiar.

Nossas juntas não sofrem impacto dentro da água, então fazer atividades na piscina é ótimo para fortalecê-las sem agredi-las. O líquido exerce uma força contra o movimento, exigindo que nós coloquemos mais força para se locomover.

Em algumas semanas já e possível notar a diferença nos movimentos e nas dores articulares. O ideal é que a atividade seja pratica 3 ou 4 vezes na semana para ter bons resultados.

As aulas de natação são mais dinâmicas e trabalham mais a força e preparo físico, já a aula de hidroginástica tem muito foco em trabalhar as juntas sem impactá-las.

Então, se você estiver com grandes incômodos nas articulações, talvez a hidroginástica seja mais interessante.

É possível melhorar a artrite na academia, mas procure um médico

A natação e a hidroginástica são duas atividades capazes de melhorar a artrite na academia e, de fato, traz grandes resultados e diminuição dos incômodos.

Entretanto, é essencial procurar por um médico ortopedista para saber qual é a sua opinião. Provavelmente não haverá contraindicação, mas é interessante entender o motivo da artrose, isso ajuda a tratá-la.

O especialista também saberá dizer qual a melhor frequência de atividade física para o seu caso (isso pode variar de pessoa para pessoa).

Busque uma academia credenciada

Tanto a aula de natação quanto a aula de hidroginástica são conduzidas por um professor. Esse deve ser altamente habilitado e qualificado para garantir que os resultados sejam atingidos.

Além disso, mesmo que sejam atividades seguras, é essencial o acompanhamento do profissional em tempo integral para avaliar se os exercícios estão sendo feitos de forma correta.

Aqui temos uma indicação para você: Pratique Fitness. Essa é uma rede de academia que possui muitas franquias e tem erguido seu nome no mercado devido sua grande estrutura e equipe de profissionais de qualidade.

Sabendo que é possível melhorar a artrite na academia e onde fazer as aulas, busque uma unidade da Pratique Fitness e faça uma aula experimental!

Sobre rafael

Veja Também

Treinar Em Casa Ou Na Academia?

Se você se questiona sobre “treinar em casa ou na academia?” saiba que não está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *